Falta de planejamento do Estado provocou manobra para custeio da ponte Salvador-Itaparica

De acordo com informações da imprensa soteropolitana, o Governo Rui fez um grande remanejamento de cifras milionárias para ajudar a custear projeto da ponte Salvador-Itaparica.

Publicado em 23/01/2023 - às 12:35
Por Redação | Jornal Conquista
Foto: Reprodução

A coluna “Alô, alô, política”, do jornal Correio, informa que no apagar das luzes de 2022, o governo Rui Costa (PT), atual ministro-chefe da Casa Civil no Governo Lula, remanejou cifras milionárias para cobrir o déficit na parte que cabe ao Governo do Estado no custeio das obras da ponte Salvador-Itaparica.

De acordo com a publicação, todo o processo de remanejamento da verba partiu da atuação direta do deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa. O parlamentar encaixou uma emenda “jabuti” ao parecer que deu em plenário sobre uma matéria que tratava de outro empréstimo. Ou seja, uma emenda que não tem ligação direta com o texto principal colocado em discussão.

O texto foi lido apressadamente e sem detalhar que se tratava de 300 milhões de dólares – algo em torno de 1,5 bilhão de reais. Segundo informações de bastidores, os deputados perceberam posteriormente que o valor era referente a um empréstimo autorizado em 2016, mas que tinha uma outra destinação, e esta manobra foi vista como uma “falta de planejamento orçamentário do projeto” da ponte Salvador-Itaparica, que foi prometida para 2013, ainda no Governo Wagner, e está prevista para ser inaugurada em 2024.

Clique no botão abaixo para entrar no grupo
Entre no grupo de notícias Jornal Conquista
Siga o Jornal Conquista no Instagram
Seguir no Instagram
Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this